Aprenda como usar os óleos corporais da maneira correta

Share on FacebookPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on Twitter

Além de hidratar, eles são excelentes aliados na formação de colágeno e têm poder antioxidante; confira os benefícios!

Oléos corporais: mitos e verdades (Foto: Divulgação)



Você sabia que o óleo corporal, além de hidratar, reduz a perda de água da pele? Para manter a pele hidratada, principalmente neste tempinho, é importante toma alguns cuidados. A especialista em desenvolvimento de aromas da L’eponge, Nathalia Carravetta, revela mitos e verdades sobre óleos corporais; confira!

OLEOSIDADE NÃO

Alegar que o óleo deixa a pele oleosa é um mito, já que isso ocorre apenas quando o produto não é usado de maneira correta. Para que isso não aconteça, retire todo o acúmulo do produto no banho, enxaguando bem. O resultado será de uma pele hidratada e aveludada, pois reduz a perda de água da pele.

MAIS HIDRATAÇÃO

Os óleos corporais mantêm a pele sempre hidratada porque, depois de aplicados, formam uma película que evita o ressecamento da região. Nas peles mais ressecadas, pode-se aplicar um creme após o banho para potencializar na hidratação.

SEM MANCHAS

Para que você não manche a toalha ou a roupa que for colocar, retire todo o óleo da pele após a aplicação. Você deve eliminar todo o resíduo.

PARA REJUVENESCER

Os óleos são ricos em diferentes vitaminas que ajudam a preservar a juventude. Esses benefícios vão desde a formação de colágeno, até o poder antioxidante.

O MAIS DEMOCRÁTICO

Os óleos podem ser usados em peles oleosas, mistas ou ressecadas. Eles não influenciam na produção de cravos e espinhas e, se você ficar com medo de usá-lo por causa da oleosidade, vale pular certas regiões, como rosto, costas, colo e tórax.

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA:
Marie Claire

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *