Pele oleosa: 3 coisas que você precisa saber

Share on FacebookPin on PinterestShare on LinkedInShare on Google+Tweet about this on Twitter

Sabia que a genética e os seus hormônios influenciam na oleosidade da pele?

A pele oleosa pode ser uma questão genética ou hormonal (Foto: Imaxtree)

Vira e mexe você percebe que a sua pele está oleosa e basta alguns minutos no calor para ficar com a testa inteira brilhante – e perceber que isso não tem nada a ver com suor. Porém, não pense que você está só. Ter a pele oleosa é um dos problemas mais comuns e toda mulher, uma vez ou outra, já experienciou essa questão em algum momento.

O ponto é que existem algumas coisas que deixamos passar quando esse é o assunto, e que merecem atenção para você entender melhor a sua pele e saber como usar tudo isso a seu favor – além de, claro, conversar periodicamente com um profissional dermatologista. Só ele vai saber exatamente qual a melhor forma de lidar com a oleosidade de acordo com as necessidades da sua pele.

1.Os seus hormônios influenciam a pele
É comum algumas mulheres sentirem a pele ou o couro cabeludo mais oleosos durante o período menstrual ou na fase da TPM. Como os nossos hormônios variam muito semanalmente, é normal que essa flutuação hormonal afete a oleosidade da pele. Na maior parte dos casos, essa flutuação e os seus efeitos é normal, dentro do padrão, e não há muito o que se pode fazer a respeito, apenas cuidar da pele com os produtos certos para que a oleosidade não saia do controle. É como durante a puberdade, quando os hormônios causam acne – é inevitável, mas não incontrolável.

2.Pele oleosa também é uma questão de genética
Segundo a dermatologista Rachel Nazarian explicou para a Marie Claire norte-americana, o sistema de glândulas que produz a oleosidade da pele é complexo e depende de uma série de fatores, um deles sendo a genética. Ou seja, você pode ter mais glândulas no rosto ou produzir mais óleos por conta da sua combinação de genes. Esse sistema é sempre único e individual, você nunca vai encontrar um que é 100% igual ao outro.

3.Laver o rosto é um ponto chave
Se você não lava o seu rosto corretamente, ele vai produzir ou acumular mais oleosidade na pele. Não lavar ou lavar a pele oleosa demais não é a solução. É preciso um equilíbrio para que a pele fique saudável e não acabe irritada. O ideal é duas vezes ao dia e nunca lavar o rosto com água quente. Mas vale sempre consultar um profissional para saber a frequência correta para o seu tipo de pele.

FONTE ORIGINAL DA MATÉRIA:
Marie Claire

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *